Padre Fábio de Melo falou sobre assunto polêmico (Foto: Reprodução)
O padre Fábio de Melo acaba de entrar em mais uma polêmica. Desta vez, ele ironizou nada menos que o Candomblé, religião afro-brasileira, enquanto ministrava uma de suas missas, e o vídeo acabou indo parar na internet, onde muita gente o atacou.

A publicação foi divulgada pelo colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo, e nela, o padre dispara a seguinte ironia: “Com todo o respeito a quem faz a macumba. Pode fazer e pode deixar na porta da minha casa que, se estiver fresco, a gente come”.
O vídeo conta com quase 3 milhões de visualizações até o momento e, nele, há vários comentários criticando a sua postura.  O babalaô Ivanir dos Santos, representante de movimentos contra a intolerância religiosa, o notificou extrajudicialmente.
Segundo a coluna Gente Boa, ele pediu que o padre Fábio de Melo retirasse o vídeo do ar, o que não foi feito até o momento. Em resposta, no seu perfil no Twitter, Fábio de Melo se explicou e pediu perdão a todos que se sentiram ofendidos.
“Sempre manifestei publicamente o meu respeito a todas as religiões. O candomblé fez parte da minha origem. Nunca quis ofender ou desmerecer quem quer que seja. Apenas expressei, durante uma celebração cristã, convicções cristãs. Peço perdão aos que se sentiram ofendidos”, escreveu.
“Eu não sou proprietário da verdade. Eu estou em busca dela. Quero o esclarecimento espiritual que me coloque ao lado de todos. Diferentes e iguais a mim. Somos irmãos e não me sinto melhor que ninguém. Se fui infeliz na forma como expressei o meu não crer, perdoem-me”, pediu.
“Já fiz um contato com o babalorixá Ivanir dos Santos. Ele foi extremamente gentil comigo. Nosso desejo é esclarecer que tolerância religiosa não significa abrir mão do que cremos ou não cremos, mas conviver harmoniosamente, colaborando na construção de um mundo melhor”, disse ainda.
“O mundo já está dividido demais para que criemos outras divisões a partir de nós”, finalizou.
Fonte: Tvfoco