Foto: Reprodução

Olá meus fofoqueiros minhas fofoqueiras de plantão, deu ruim pra Uba, risos..

A prefeita Cláudia Oliveira de Porto Seguro, está entrando na Justiça contra o ex-prefeito Ubaldino Pinto Júnior por calúnia, injúria e difamação segundo informa o escritório de advocacia Pautz Associados.   

Denúncias - Um dos advogados da prefeita nesse caso, Miro Pautz, como foi informado pelo SITE Bahia40graus que a ação defende a honra da prefeita contra as denúncias “fake news” feitas contra ela no programa de rádio apresentado pelo ex-gestor, de suposto pagamento por parte a administração municipal ao médico Vinícius Barros, mesmo após a morte do profissional, ocorrida no ano passado.

O advogado de Cláudia explica que a prefeita estava afastada no período do fato apontado por Ubaldino, cumprindo medidas cautelares, mas que as denúncias são caluniosas. “Não houve nenhum pagamento por serviços médicos ou salários após a morte do médico”, garante.

Nome estava no cadastro - Miro esclarece mais: “O que houve apenas foi que existe um sistema, chamado CNES, que é o Cadastro Nacional dos Estabelecimentos em Saúde, que reúne todos os profissionais que trabalham na área da saúde, e esse cadastro permite que os profissionais continuem cadastrados até 90 dias após o término de suas atividades ou encerramento do contrato. Esse mesmo médico continuou cadastrado nesse sistema também pelo HLEM (Hospital Luís Eduardo Magalhães). Porém, não houve pagamento nem de salário e nem de serviços no período”, afirma o advogado. "O que esse ex-prefeito faz não é jornalismo, mas molecagem", concluiu Miro.

Segundo foi noticiado no portal Bahia40graus.com que entrou em contato com a assessoria do ex-prefeito Ubaldino Pinto para que ele contasse sua versão, porém sem exito.

Em tempos de era digital uma notícia mentirosa pode te dar um grande processo.