Visando a revitalização dos dois principais monumentos do Centro Histórico de Porto Seguro: Igreja Nossa Senhora da Pena, uma das primeiras do país e o Museu Nacional do Descobrimento, antiga Câmara Municipal da cidade, a Prefeitura de Porto Seguro conta com os parceiros WAM e Ondas Praias Resort.



 Com visão cidadã, as empresas doaram tintas orgânicas compostas por minerais ecológicos, conforme critérios exigidos pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), para a restauração de monumentos históricos. As tintas são consideradas inofensivas ao meio ambiente e totalmente apropriadas, sem riscos à saúde humana, sem cheiros e sem produtos tóxicos.


 Preservação Cultural
As latas e utensílios foram recebidos oficialmente pelo secretário de Turismo e Cultura, Richard Alves. Ao recebê-las, o secretário elogiou a iniciativa da WAM e Ondas Praia Resort. "Este é um ato louvável das empresas em contribuir com a preservação do patrimônio histórico e com a identidade turística e cultural de Porto Seguro", ressaltou. No total, incluindo custos com mão de obra, espátulas especiais e tintas, a ação tem custo estimado de R$ 30 mil.




 O diretor regional da WAM, Marcelo Leifheit, disse que as empresas consideram importante a manutenção e preservação histórica e cultural de Porto Seguro, portanto, a ação levou em conta atender a essa preocupação, contribuindo com a restauração. "A WAM e o Ondas Praia Resort se interessam por melhorar a comunidade, agregar apoio social e preservar a identidade de Porto Seguro", pontuou.

 Os espaços em revitalização são tombados pelo IPHAN desde 1973 como Patrimônio Histórico Nacional, e, reconhecidos pela UNESCO no ano 2000 como Patrimônio Natural da Humanidade. O centro histórico remete às origens do Brasil, voltando ao período do Descobrimento e das grandes navegações, recebendo visitas de moradores e turistas o ano inteiro

Secretaria Municipal de Turismo e Cultura
Ascom – Prefeitura de Porto Seguro