Olá meus fofoqueiros e minhas fofoqueiras de plantão, vamos de fofoca dos bastidores políticos e vamos para o evento de ontem que deu um número de gente bem inferior ao que se imaginava que daria, afinal tinha muitas lideranças.



 Na noite da última terça-feira(31), no hotel portal a oposição fez o lançamento da pré-candidatura de seus respectivos representantes. Até aqui tudo bem, afinal estamos em ano eleitoral.



 Segundo fotos reais tiradas no espaço total do evento e informações de pessoas ligadas a oposição que manterei o nome em sigilo por ser uma fonte, disse que o evento não deu esse tanto de gente que se esperava, na verdade, podemos considerar um número insignificante de pessoas frente ao tanto de liderança que estava presente.

O deputado Elmar Nascimento está marcado como político copa do mundo esse nome já pegou nele. Por outro lado tem José Ronaldo (que foi movida uma ação pelo Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA), a Ação Penal Pública a qual responde, de número 0023133-08.2013.8.05.0000, apresentada por meio da Procuradoria Geral e Promotoria de Justiça, denunciando José Ronaldo, e o então motorista, Constantino Portugal, por indícios de crime contra o sistema previdenciário). Já o pré-candidato ao senado Jutahy Magalhães o ilustre deputado federal(PSDB - BA) é suspeito de ter recebido doações, no valor de R$ 850 mil, não contabilizadas para campanhas eleitorais. Ele será investigado por falsidade ideológica eleitoral, segundo inquérito(está na lista da LAVA JATO).

De acordo com José de Carvalho Filho, ex-funcionário da Odebrech, e Benedicto Barbosa da Silva Júnior, executivo da empresa, o deputado recebeu da Odebrech R$ 350 mil nos anos de 2010 e 2014, e mais R$ 500 mil em 2014.

Vale ressaltar que o prefeito de Salvador, ACM Neto, é acusado de ter recebido, em dinheiro vivo, R$ 1,8 milhão de caixa 2 da Odebrecht para financiar sua campanha para a prefeitura em 2012.

O ex-prefeito não precisa nem falar que é inelegível por que todo mundo sabe e sua esposa só aparece em época eleitoral.

O evento deu pouca militância e mostra que a oposição precisa ser mais criativa e ter aula de articulação politica, por que desse jeito não passa nem do 1º turno.