Na manhã de quarta-feira (24/10), representantes da Comissão Especial de Atuação da Justiça do Trabalho da OAB/Eunápolis, com a presença de uma comitiva de advogados, reuniram-se a Vice Corregedora do TRT da 5 Região, Dra. Marizete Menezes Corrêa.
Foram pontuados os principais problemas que afligem a advocacia trabalhista, bem como foi externada intensa preocupação com a possibilidade de perda do Juiz substituto e 02 (dois) servidores, em decorrência do baixo número de ações ajuizadas nesse ano.
Todos os presentes ponderaram que o baixo número de ações possui diversas razões e o próprio provimento emitido (001/2018 do TRT) permite a análise da conveniência acerca da aplicação ou não do artigo 7, do referido diploma.
Pontuou-se, ainda, que o contingente processual, especialmente em fase de execução quase 6 mil processos e outras peculiaridades da Vara do Trabalho de Eunápolis devem ser utilizados para efeito de relativização da norma administrativa editada, de modo a evitar prejuízo ainda maiores ao jurisdicionado local.
O representante da Comissão Especial de Atuação da Justiça do Trabalho da OAB/Eunápolis, Dr. Leonardo Maia, avaliou como produtiva a reunião, “onde a Vice corregedora se comprometeu em levar os pleitos e reivindicações ao Juiz corregedor, colocando-se a disposição da classe, para pleitos futuros”.


ASCOM OAB - EUNÁPOLIS