Ele tem fama de petista pela proximidade com o ex-todo-poderoso José Dirceu. Mas, aos 57 anos, sua contabilidade acusa a defesa de 17 ministros do governo FHC e de apenas 8 de Lula. Conhecido como Kakay, é o criminalista mais requisitado de Brasília, onde o que não falta é serviço. José Sarney e a filha Roseana, Demóstenes Torres, Marconi Perillo e Antônio Carlos Magalhães são apenas alguns dos que deixaram sua defesa nas mãos dele. Ao custo, claro, de honorários milionários que garantem o caríssimo estilo de vida do advogado, dono de uma mansão à beira do Lago Paranoá, em Brasília, cuja porta de entrada é guardada por um rinoceronte esculpido em bronze e que abriga uma adega de dois andares e 4 mil rótulos.
Kakay conta que sempre quis “viver do crime”, mas aceita advogar em outras áreas do direito se o caso é interessante. 
O encontro está sendo organizado e promovido pela OAB/Eunápolis juntamente com ABRACRIM - BA, com apoio da Faculdade Unesulbahia.
O evento ocorrerá no dia 14/11 (quarta-feira), às 18:30 horas, no auditório do Hotel Oceania. O palestrante Antônio Carlos de Almeida Castro (Kakay) abordará o tema: “Advocacia Criminal em tempos da Lava Jato”
A inscrição não implicará qualquer custo financeiro, porém está condicionada à doação 02 kg de alimento não perecíveis para assegurar à entrada no evento.
OAB/Eunápolis e ABRACRIM - BA juntos fortalecendo a advocacia!!!


Fonte: OAB/ Oxarope.com