Assim, no dia 31 de outubro e 01 de novembro ocorreu a Oficina “ArtBairro: Recicle, recicle-se!”, com oito horas de duração, ensinando a produzir artesanatos de jornais. “Com o objetivo de inserir na comunidade uma atividade econômica sustentável para aqueles que estão fora do mercado de trabalho e uma complementação de renda para os que estão trabalhando. Mas também proporcionar a sensação de bem estar, com a produção de artesanatos como uma terapia para aliviar o estresse”, falou Michelli Almeida.

Como forma de um aprendizado para a confecção de diferentes tipos de artesanatos de canudos de jornais, o curso foi dividido em duas técnicas: a primeira com utilização de papelão como base para sustentar a arte, foi confeccionado um porta lápis. Já no segundo dia a técnica foi de confeccionar uma arte totalmente de canudo de jornais, uma pequena cesta.


 “A realização da oficina contou com o apoio e colaboração de muitas pessoas, que de forma direta ou indireta, contribuíram para a sua concretização. Tivemos a colaboração voluntária de monitores e instrutor, que foram treinados para exercer suas funções. O monitor e instrutor de artesanatos Rodrigo Barros. E a monitora Naiale Barros, estudante do curso Técnico em Turismo do CETEP – Costa do Descobrimento. Agradeço aos dois por terem contribuído de forma satisfatória e muito eficiente a realização de suas atividades”, falou Michelli Almeida.


 O primeiro dia de curso na abertura teve a dinâmica da formiga, que foi adaptada para os cursistas estarem se apresentando. O objetivo dessa dinâmica foi de criar descontração e entrosamento entre os participantes.


 José Carlos Filho, vice-presidente da AGO – Associação Gota do Óleo na sua palestra na abertura do primeiro dia da oficina apresentou o projeto AGO no Combate a Exploração do Trabalho infantil e fez a distribuição de panfletos sobre o tema abordando para as pessoas presentes não fazerem carrego com crianças e adolescentes em carros de mão das feiras feitas nas feiras livres pois prejudica as articulações e o desenvolvimento deles. Lugar de criança é na escola. 

 Quanto aos adolescentes estes podem trabalhar a partir dos 16 anos de idade, salvo na condição de aprendiz a partir dos 14 anos sendo proibido o trabalho pesado, penoso, insalubre e entre as dez da noite até as cinco da manhã.


 Logo após foram apresentadas as artes de jornais, como por exemplo, cestas, porta lápis, garrafas de vidro e pet revestidas de jornais. E foi iniciado o curso, ensinado o passo a passo da confecção de um artesanato: cortar o jornal em tiras, enrolar a tira de jornal em forma de canudo, colar, foi confeccionado um porta lápis com fundo de papelão.



Segundo dia da oficina


 Na abertura teve a palestra sobre Sustentabilidade, com o Especialista em Geoprocessamento Leonardo Nunes Amorim, que tem Bacharelado e Licenciatura em Geografia pela Universidade Federal do Espirito Santo - UFES e é Técnico em Planejamento e Transporte pelo Instituto Federal do Espirito Santo - IFES. “Essa participação foi bem interessante, pois houve engajamento entre os cursistas e o palestrante que abriu espaço para dúvidas e discussões relevantes. Foi discutida questões como o descarte de pilhas, baterias e óleo”, falou Michelli Almeida.


 Depois da palestra foi iniciada a confecção de um artesanato todo de canudos de jornais, ou seja, com fundo de jornal, uma pequena cesta. Foram apresentados todos os passos para confeccionar a cestinha.


 No encerramento da oficina teve a entrega dos certificados assinados pelo Vice–presidente da AGO José Carlos, Michelli Almeida e a professora Carlene Santana do departamento de educação ambiental da Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura e dá Secretaria de Educação de Eunápolis.

Conclusão do estágio


 Com o encerramento da oficina foi concluído o estágio supervisionado em local de educação não formal a AGO – Associação Gota do Óleo. “Agradeço ao Vice-presidente José Carlos, a diretora Gercilane e a D. Maria pela confiança, acolhimento e apoio durante o período de quarenta de duas horas de estagio in loco e às oito horas de atividades, a oficina. Nessa trajetória conheci todos os processos das atividades sustentáveis praticadas pela AGO, fabricação do sabão de óleo usado e confecção de vassouras de garrafa pet, até confeccionei uma vassoura e participei de uma oficina de sabão de óleo usado. Auxiliei no recebimento de alunos de diferentes escolas e Universidade, e tive a visita do supervisor de estagio da Universidade Federal da Bahia – UFBA,” falou Michelli Almeida.


 Em 15 de outubro Michelli Almeida da Silva, estudante do terceiro semestre de Pedagogia no Polo UAB da Universidade Federal da Bahia – UFBA de Vitória da Conquista, iniciou seu estágio na AGO - Associação Gota de Óleo. Trazendo a proposta da realização de uma atividade durante esse período, uma oficina.


 “Agradeço todos os cursistas que mostraram um grande interesse em aprender e realizar suas duas artes de jornais. Agradeço ao Dr. Alex Ornelas por ter cedido o local para realização da oficina a Ordem dos Advogados do Brasil – OAB Bahia. Enfim, a todos o meu sincero agradecimento!”, falou Michelli Almeida.


ASCOM:
AGO – Associação Gota do Óleo
(73) 9 8136-9393 Claro/WhatsApp – (73) 9 8805-0484 
Email: agosustentabilidade@gmail.com