Waack na RedeTV!. Foto – reprodução.
O Mariana Godoy da última  sexta, 14, na RedeTV!, recebeu o jornalista e palestrante William Waack, que falou de diversos assuntos, inclusive do presidente eleito Jair Bolsonaro.

“O presidente eleito Jair Bolsonaro é taxado por muitos opositores como machista, racista, homofóbico… você concorda com isso?” quis saber a repórter do programa. William respondeu na lata e com firmeza: “Não. Eu não concordo. Não vejo ele nessas características de jeito nenhum”.
E seguiu: “Eu acho que há uma série de afirmações e frases que ele soltou que ofendem as pessoas, mas eu não vejo ele como uma pessoa descrita como você colocou na sua pergunta”. “Você acha que uma frase não define o caráter de uma pessoa?” quis saber Mariana Godoy.

William respondeu: “Não. Não. Eu acho que o que define é a postura e a atitude”. Já sobre a piada vazada e supostamente “racista”, que acabou por afastar Waack da Globo, ele afirmou que não foi prejudicado profissionalmente.
“Não, eu acho que não. Eu acho que o que eu consegui fazer esse ano foi extraordinário do ponto de vista profissional, porque eu me baseei exclusivamente no que eu sou como profissional. Eu não tenho nenhum tipo de vinculação a qualquer interesse (de empresas ou emissoras). Agora no começo da carreira eu vou pra 49 anos de carreira, quase meio século, e isso daí me ajudou tremendamente e me livrei de um peso”.
VIDA FORA DA GLOBO:
Sobre se há vida fora da Globo, o jornalista afirmou: “Há e muito boa, por sinal. Imediatamente depois daquele episódio, a minha reação psicológica mais forte foi a de me livrar de um peso que me parecia ter aquela coisa toda em volta de mim. E a sensação de liberdade, de independência e de um caminho que se abria em perspectivas era muito positiva” contou ele ao jornalista Marcelo Bonfá.
Sobre voltar para a TV, Waack comentou: “Não há na minha parte, imediatamente, o interesse. Óbvio que eu sou profissional, vivo de salário. Vindo uma oferta de trabalho legal, é claro que eu vou ouvir e vou fazer, mas sair da internet eu não vou”. Mas ele afirmou que está sim em negociações com a Band News para comandar um programa jornalístico.
Sobre se teria perdido amigos após ser desligado da Globo, o jornalista afirmou: “Ao contrário, ganhei vários. Acho que a esmagadora maioria das pessoas percebeu que aquilo era uma piada de boteco, dita no ouvido de um amigo. Sussurrado como todo mundo faz depois de tomar duas cervejas e brincar”, explicou. “Aquilo, evidentemente, foi roubado de um servidor interno da TV Globo e fizeram o uso que fizeram”, afirmou.

Fonte: Tvfoco