Morte de homem por segurança em supermercado Extra gera revolta e protestos - Bastidores da política e do mundo da fama!

Notícias Recentes

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Morte de homem por segurança em supermercado Extra gera revolta e protestos

Homem é morto em supermercado Extra e famosos se revoltam (Foto
: Divulgação)

 A morte de Pedro Henrique Gonzaga, de 25 anos, gerou revolta na população brasileira. O jovem morreu asfixiado após levar um golpe de “mata-leão”, Davi Ricardo Ribeiro, um dos vigias do supermercado Extra, na quinta-feira, 14 de fevereiro.

Nas redes sociais, os internautas e as celebridades fizeram uma campanha a favor das vidas negras. No Brasil, a população negra é a que mais é assassinada. Em 2017, um levantamento do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, revelou que 71% dos negros eram vitimas de homicídios.

“Um jovem de 19 anos [sic], dependente químico, com transtornos mentais, foi sufocado até a morte por um segurança do supermercado Extra, da Barra. A barbárie foi filmada. A falta de atitude dos demais seguranças testemunhada. Uma voz feminina em defesa da vida ignorada de Pedro Gonzaga morreu sob o peso do assassino. Davi Ricardo Moreira foi indiciado por homicídio cuçlposo (quando não hpá intenção de matar). Pagou fiança e deixou a Delegacia de Homicídios. Rio de Janeiro, fev/2019 #vidasnegrasimportam.”.



No Twitter, os internautas continuaram com a hashtag #VidasNegrasImportam

“A verdade é: se fosse um menino branco nao teria nem sido abordado, se o segurança fosse negro ja estaria respondendo por homicidio e sendo tratado como assassino e se fosse um animal voces ja sabem. Continuamos sendo a carne mais barata do mercado e o ALVO”, disse uma internauta.

Fonte: Tvfoco

Nenhum comentário:

Postar um comentário