Luiz Bacci apresenta o Cidade Alerta, mas acha pouco… (Imagem: Divulgação / Record

 A inacreditável e prematura morte de Gugu Liberato (1959-2019) obrigará a Record a lidar com a substituição de uma figura insubstituível. Para 2020, o canal terá que escolher novos apresentadores para o Power Couple Brasil e o Canta Comigo.
E a definição, em razão das questões comerciais que norteiam o setor, com toda a antecedência característica, precisa ser a mais breve possível.
Data hoje, com toda segurança, é possível afirmar que esses sucessores ainda não foram escolhidos. Mas não faltam candidatos para tal, sejam aqueles que surgem nas conversas entre os diretores da emissora, sejam os que tentam sentar na janelinha.
O apresentador do Cidade Alerta, que chorou no velório de Gugu à tarde e caiu no funk à noite, não esconde de ninguém o desejo de, num futuro não tão distante, migrar para o entretenimento.
Se dependesse do Bacci, ele assumiria um dos projetos que pertenciam ao falecido colega, mas manteria-se à frente do policialesco, hoje a maior audiência da casa. Aliás, o jornalista também andou chateado na ocasião da escolha de Sabrina Sato para o Domingo Show. Ele via no dominical sua chance de ouro. Não deu.
Diante de uma lista de cotados que só aumenta, esta coluna, acessada com certo, digamos, fervor na Record, deixa aqui duas sugestões, já que dar pitaco não arranca pedaço.
Grata surpresa à frente de A Fazenda, Marcos Mion cairia como uma luva no Power Couple. Já César Filho, hoje escondido no Hoje em Dia, seria um bom nome para comandar o Canta Comigo. O jornalista, como se sabe, marcou época no Globo de Ouro.
Fonte: RD1