A bruxa está solta: somente ontem, três escândalos envolvendo a educação de Eunápolis caíram como um petardo na prefeitura

 


Segundo a lenda, a sexta-feira 13, é marcada por acontecimentos desagradáveis com a população. Porém, em Eunápolis, é mais provável que tal superstição tenha ganhado forma no último dia primeiro de agosto de 2022.

1º - Manifestantes proprietários de ônibus escolares estavam revoltados com o não pagamento dos valores referentes ao aluguel de fevereiro até a data de ontem, contudo, não se sabe se os valores já foram pagos. Segundo um dos manifestantes, só ele tem um cheque de 3 mil e 200 reais. Ao todo, a dívida está em mais de 60 mil reais.  Outro fato a ser destacado é que quem foi pago com cheque, se surpreendeu quando foi sacá-lo: o mesmo estava sem fundos.

O que diz o Código Penal:  Art. 171 - Obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento: Pena - reclusão, de um a cinco anos.  VI- Emitir cheque, sem suficiente provisão de fundos em poder do sacado, ou lhe frustra o pagamento.

Logo em sequência, uma denúncia gravíssima pairou nas escolas municipais: pasmem que diversas escolas municipais não puderam distribuir a merenda pois não havia botijão de gás para realizar o cozimento dos alimentos, deixando milhares de alunos com fome. Ainda não se sabe ao certo qual foi o imbróglio envolvendo a PME e a empresa fornecedora de gás, no entanto, é de muita incompetência administrativa deixar alunos com fome por um motivo tão pífio.

E para piorar a situação ainda mais, alunos da faculdade Universidade Federal do Sul da Bahia, estão indignados com a apatia e falta de retorno por parte do poder público de Eunápolis, no que pese ao transporte escolar para tais alunos. Vale ressaltar que a universidade está há mais de 50km de Eunápolis. Os alunos procuraram a redação do Voz Ativa, para formalizar denuncia através da mídia, e também informar que diversos alunos estão desistindo do sonhado curso superior em decorrência da falta de transporte para leva-los. 

Resta saber se a gestora ainda vai continuar pondo a culpa nos professores, por sua péssima administração, através de sua famigerada rádio. Ao findar sua administração, em nada deixará saudades.

Fonte: Leitura do Dia/foto: reprodução


Tags

Postar um comentário

0 Comentários
* Por favor, não spam aqui. Todos os comentários são revisados ​​pelo administrador.