Urgente: mais uma greve se inicia em Eunápolis; motoristas do transporte escolar decidem parar as atividades por falta de pagamento

 

Repórter Mestre Binha entrevista os motoristas

"Desde novembro é a mesma coisa: sempre pagando atrasado, pagando quando eles bem querem, e nós, motoristas, tendo que engolir calados esta situação, por medo de perseguição, ameaças, coisas do tipo, mas hoje foi a gota d'água: mais de 45 dias de atraso, isso é praticamente um calote. Quando falamos com eles via WhatsApp, somos ignorados, isso quando não somos bloqueados”, disse um motorista.

Ele foi mais adiante e acrescentou: “Já procuramos a todos que poderiam fazer alguma coisa, mas eles se furtam da obrigação. Agora é agir, e nossa forma de agir - infelizmente vai prejudicar muitos alunos, mas se ela, a gestora, tivesse o mínimo de noção administrativa, seria a primeira a evitar todas as greves que ocorrem em Eunápolis. Paulo Dapé e Cordélia acreditam que vamos viver debaixo do açoite deles, mas eles estão enganados, os tempos são outros", finalizou o motorista.

Hoje, infelizmente mais uma greve se irrompeu em Eunápolis. Desta vez os motoristas de ônibus escolar se revoltaram e uniram-se aos donos dos veículos alugados à prefeitura, que são outros grevistas, e amanheceram o dia na porta da empresa responsável em forma de protesto. Conforme relatado no início da matéria, o protesto permeia acerca de um suposto atraso salarial que os motoristas já consideram um calote. 

Na semana passada, foi a vez dos proprietários dos veículos que fecharam o galpão da empresa e só saíram de lá, após uma longa conversa com os responsáveis. Ainda não se sabe se os cheques sem fundos que receberam foram averbados ou se ficou só na conversa. Também na semana passada, a empresa que fornece gás de cozinha para as escolas, não realizou o fornecimento e milhares de alunos voltaram para casa com fome.

E para finalizar, os professores também estão em greve, devido ao não cumprimento da lei que estabelece o piso salarial para os educadores, porém, a prefeita recusa-se a pagar, alegando falta de condições financeiras para o pagamento em sua totalidade. Estamos falando da mesma prefeita que gastou milhões de reais em festas, e gastará ainda mais em uma micareta durante a copa do Mundo. Eunápolis, infelizmente só está indo de ladeira abaixo.

Fonte: Leitura do Dia/foto: via41

Tags

Postar um comentário

0 Comentários
* Por favor, não spam aqui. Todos os comentários são revisados ​​pelo administrador.